Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» Vieille régulation sociale et nouveau discours alarmiste

» Paix organisée dans les « kampungs »

» La foire aux libertés

» L'Italie, démocratie « de type spécial »

» La trajectoire originale du parti socialiste français

» Les médias et le changement

» Habits neufs et fausses pudeurs de l'extrême droite

» En Italie, le défi de la « question méridionale »

» Changements d'échelle, tranquillité perdue

» Les scientifiques, responsables et inquiets


Edição em inglês


» May: the longer view

» Saudi Arabia's diplomatic volte-face

» Global trade in plastic waste

» Gas pipelines and LNG carriers

» Rise and rise of the Israeli right

» Decline of Israel's Zionist left

» Knight who shed his shining armour

» How to sabotage a pipeline

» No more plastics in Southeast Asia paradise

» Whiteout for the skiing industry?


Edição portuguesa


» Edição de Maio de 2021

» O Estado, o temporário e o permanente

» Disse mesmo unidade?

» "Catarina e a beleza de matar fascistas": o teatro a pensar a política

» Edição de Abril de 2021

» A liberdade a sério está para lá do liberalismo

» Viva o «risco sistémico!»

» Pandemia, sociedade e SNS: superar o pesadelo, preparar o amanhecer

» A maior mentira do fim do século XX

» Como combater a promoção da irracionalidade?


Comentários sobre esse texto:

Poderes militares de Teerã

Senhores,

Não acredito que o Irã tenha interesses militares na tecnologia nuclear. Se assim o fosse, com certeza o programa nuclear Iraniano teria sido conduzido com muito mais sigilo, sem alardes, até a obtenção e domínio completo desta tecnologia.

Além disso, durante o período comunista que dominou Moscou, os persas tiveram tempo mais que suficiente para, juntamente aos homens de vermelho, obterem tecnologia nuclear, pois dinheiro não lhes faltava.

Quanto as dissidências entre o Presidente e os Clérigos Iranianos, penso que são dissidências presentes em qualquer pais.

Elas são óbvias e não penso que o ocidente veja de forma diferente. O Presidente tem seu próprio site na internet cujas interpretações são completamente diferentes da interpretação do "Supreme Leader". Maior loucura ainda: Divergem os dois da agência irna. www.irna.ir.

Eles estão Isolados? De forma alguma. Nós, brasileiros, inclusive somos parceiros deles. Em 1994 construimos TODAS as redes de drenagem de água de Teera, pela construtora Andrade Gutierrez.

África do Sul, Países Nórdicos, Russos: Com petrodólares os iranianos tem o que quer, inclusive permitindo-se ser a terceira maior comunidade do orkut, perdendo apenas para nós e para os ianques.

Não obstante a isso vale dizer que Teerã é, como toda capital de grande influência no pais e sendo seu prefeito reformista, porque não pensar que este prefeito será o proximo presidente?

Formas de pensar complexas, arranjos políticos intrigantes: Eles têm alguma coisa em comun conosco?

João Antônio Defense Analyst


João Antônio de Almeida Júnior
2006-12-26 14:01:18

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.