Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» Une ambiguïté fondamentale

» Le langage de la violence

» Quand la foi devient un enjeu politique

» Poids démographique des grandes religions

» Aux origines du soutien soviétique à Israël

» En Inde, les tribus courtisées par les nationalistes

» Le Bénin carbure à la contrebande

» Fulgurance de Tadeusz Kantor

» Les filles marginalisées

» Impérative transition vers une société du temps libéré


Edição em inglês


» The digital economy

» June: the longer view

» ‘Intelligence sources say'

» Belgium's role in Rwandan genocide

» Calabria's anti-mafia trial

» China consumes Gambia's waters

» Is an Asian NATO imminent?

» Istanbul, home to the new Arab world

» Colombia's growing repression

» India's second wave


Edição portuguesa


» Edição de Junho de 2021

» O jornalismo no novo negócio dos "media"

» Um povo de pé

» Na morte de Carlos Santos Pereira (1950-2021)

» Documentar o drama balcânico

» Recensão a "A Grande Guerra pela Civilização" (Robert Fisk)

» As feridas abertas da Guerra Civil

» Do bom uso do terror

» Srebrenica: a tragédia e a farsa

» NATO imune ao urânio empobrecido


Comentários sobre esse texto:

A dor e a delícia de ser negro

Ser negro é o corriqueiro da humanidade raças equilibradas neste buraco negro do mundo.
Se acham que os buracos negros são só de lá se enganam, aqui tentamos eliminar tudo que não compreendemos Simplesmente sacrificamos a razão pela nossa ignorância e os mitos apresentados
Ser negro é uma dor sem fim,ser igual a todos e ser marcado pela cor? SE entendessemos como a alma do artista sente,ou mesmo será?
Sinto com sinceridade que avançamos !
Neuza Ladeira


LILIA
2008-03-12 05:28:31

A dor e a delícia de ser negro

demorõ mas agora temos voz, temos vez, tamos na moda, mesmo aqui da periferia fazemos o centro nos incluir á força, dane se,nunca antes nesse pais racista, fomos tao citados, por essa midia branca, racista, elitista, imoral, hipocrita,quando comecam a falar bem de certa minorias, é porque essas estao incomodando, eu me lembro muito bem quando o (FERREZ) no seu blog, sobre as verbas que entram aos milhoes no (Crianca esperanca) da GLOBO, a mesma emissora tratou logo de pagar um anuncio de meia pagina, num grande jornal,e na revista veja,por ai vcs vé como a periferia já começa a incomodar os gigantes nesse país é isso ae truta, voces vao ter que nos ingulir mesmo nao gostando de nois falow!


dils
2008-02-16 17:13:01

Apenas uma correção...

Aviso: o link para o site da Ação Educativa está quebrado. Falta um ’a’ em acaoeducativa.org.br. Gostaria também de sugerir um link direto apra a seção de Agenda Cultural da Periferia, já que não consigo encontrá-la no site da Ação Educativa.

Abraços.


Site: A dor e a delícia de ser negro
Enric "Grama"
2007-11-21 15:37:26

A dor e a delícia de ser negro

A arte na cultura da periferia,recria a cada novo momento contemporâneo,alternativas viaveis,politicamentes corretas,para este novo Brasil,bem mais negro,pardo,mestiço,e mulato.Como se os Pardais,enfim,conquistassem direito a voo,ao lado dos tão poucos,Canários.
A cor preta,deixa de ser,simbolo de luto,sinônimo de oculto,mudo,e obscuro.Para se tornar uma cor forte de luta,como se fosse a alma verdadeira,o contorno que sempre existiu,em cada estrela,de nossa bandeira,inadivertidamente,erradamente acizentadas,pelas passadas elites nacionais.
Bem-Vinda Arte Negra no Brasil de Hoje.


Site: A DOR E A DELICIA DE SER NEGRO
RICARDO BARRADAS avaliadordearte
2007-11-20 13:54:24

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.