Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» Le capitalisme à l'assaut du sommeil

» Feu le citoyen ?

» La guerre des chaînes d'information

» Deux nouveaux gendarmes : l'Iran et l'Afrique du Sud

» Le devoir de paresse

» Ainsi nos jours sont comptés

» Au Brésil, des collectionneurs d'art très courtisés

» Fantômes russes dans l'isoloir ukrainien

» Bernard Madoff, à la barbe des régulateurs de la finance

» Les famines coloniales, génocide oublié


Edição em inglês


» How green is burning trees?

» Rojava's suspended future

» Biden's Middle East challenges

» April: the longer view

» Africa's oil-rich national parks

» Montenegro's path to independence

» Japan's bureaucrats feel the pain

» Who's who in North Africa

» Being Kabyle in France

» Who wins in Chile's new constitution?


Edição portuguesa


» "Catarina e a beleza de matar fascistas": o teatro a pensar a política

» Edição de Abril de 2021

» A liberdade a sério está para lá do liberalismo

» Viva o «risco sistémico!»

» Pandemia, sociedade e SNS: superar o pesadelo, preparar o amanhecer

» A maior mentira do fim do século XX

» Como combater a promoção da irracionalidade?

» A Comuna de Paris nas paredes

» Como Donald Trump e os "media" arruinaram a vida pública

» Edição de Março de 2021


Comentários sobre esse texto:

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Temo pelo pior.

Acho que essa crise traz oportunidades mas sou pessimista : ela acabará por ser "resolvida" da pior forma possível, os ricos falidos e cheios de armas da OCDE irão às armas, claro .

Já estão em armas, mas virá mais e pior do que se viu até agora.

Como se pode confiar que será tudo de mansinho ?

Os donos do poder capitalista ocidental existem e eles querem mais, custe o que custar, sempre . Espero o horror .


Clausewitz
2009-03-14 17:37:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Gostaria de discordar. A democracia representativa se adapta muito bem às necessidades do nosso mundo. Democracia direta não é sinônimo de transparência financeira. Democracia direta parece hierarquia de escola de samba: todo mundo manda e ninguém manda, só o chefão. Democracia direta soa um certo castrismo. Nosso problema é acrediatr na democracia representativa como um modo de tirar a responsabilidade de nossos ombros. Vocês sabem do que estou falando, votamos nos parlamentares e depois viramos as costas para a sociedade. Ao fazermos isso, eles se sentem à vontade para corromper e serem corrompidos. Alguém se lembra em quem votou para vereador na primeira vez?


Muska
2009-03-03 15:28:33

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

È extremamente grave a situação bilões de pessoas vivem em condições sub-humana,o desemprego avança, o sistema ecônomico está falido, os trabalhadores rurais são massacrados pelos grandes, milões de criança já não tem infância desde cedo são empurrada para o crime a prostituição e o trabalho infantil,aé quando as autoridades permanecerão com os olhos fechados ?!


Osvaldo Ferreira dos Santos
2009-02-03 13:48:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

A hora é agora. Mesmo que ainda não tenha surgido a nova palavra de ordem e nem a autoridade capaz de apontar o novo rumo, é essencial que os fóruns sociais se multipliquem como exercício de superação da cultura subordinada à democracia representativa.
Um novo mundo é possível e cada dia mais urgente. Enquanto isso vamos definindo e redefinindo rumos. O caminho se fará ao caminhar.


Vicente Melo
2009-01-23 20:14:56

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.