Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 24 de junho de 2022

» Varoufakis: por que a inflação voltou

» A reencarnação prismática do Ulisses

» Poderá a técnica salvar o patriarcado?

» 23 de junho de 2022

» Por que direitos humanos não “pegam” nas polícias

» Erveiros e benzedeiras na linha de cura

» Equador: as razões da nova revolta

» Cinema: Corpo livre, corpo cativo

» 22 de junho de 2022

Rede Social


Edição francesa


» Tunisie : le triple déni des cadres déchus

» L'Ukraine se dérobe à l'orbite européenne

» Le Donbass apprend à vivre sans Kiev

» L'État de droit, une notion faussement neutre

» En Guyane, sous les pavés la Bible

» État d'urgence permanent

» De nouvelles routes pour le pétrole et le gaz

» Donald Trump s'épanouit en chef de guerre

» Le camp d'Hagadera au quotidien

» Les réfugiés, une bonne affaire


Edição em inglês


» June: the longer view

» Putting internal displacement on the map

» The Trans-Amazonian Highway

» Bosnia-Herzegovina: three intertwined histories

» Energy interdependence

» Consider the croissant: a history of food fraud

» Brazil's trans-Amazonian highway of fire and mud

» Fate of a Chinese colony

» Bosnia: coexistence without reconciliation

» Sinn Féin extends its reach to Ireland's South


Edição portuguesa


» Mapeamento de uma arte político-social: "Untitled", de Paula Rego

» Assembleia-Geral da Outro Modo

» O problema da riqueza

» «Sangrar a Rússia»

» Vulnerabilidades territoriais: o que se pode aprender com a crise pandémica?

» O paraíso da inovação militarizada

» Mineração em mar profundo: para quê destruir os fundos oceânicos?

» O lado oculto das cimeiras da Terra

» Viagem ao fim da Transamazónica

» A Finlândia e a Suécia rompem com o ideal nórdico


Comentários sobre esse texto:

Nossa seca

Celina,

Seu trato com as palavras é primoroso. Fui transportada para as terras narradas aravés das suas letras.
Parabéns!

beijos da Maria Ribeiro


Maria Ribeiro
2009-04-24 20:44:15

Nossa seca

Meus olhos ficaram marejados dagua,de tanta emoção...Lembrar dos olhos fixos no horizonte vermelho no entardecer,e a boca articulando palavras sussurradas..."Deus tem piedade, vai gear,e a seca tá braba..." Saudade...tempo...amor...lutas...
Alegria!Orgulho,por ser sua irmã...voce nos contagia,Parabens!!!
Helena C.Codo



2009-02-22 22:57:00

Nossa seca

Celina, seus pés estão fincados no chão da nossa gente, seus olhos veem o escondido, a dor, a esperança, a tristeza... Fico pensando como você encaixa a caneta no coração. Então, me lembro que os tempos são outros, não precisamos de caneta para escrever. Só o coração. O seu é grande, do tamanho do seu talento. Parabéns!


Olívia Gurjão
2009-02-18 00:04:47

Nossa seca

Cheguei a sentir uma sequidão na garganta e na pele.Muito interessante.
Rosali Santos



2009-01-15 14:32:39

Nossa seca

Lindo....
Dá até vontade de chorar. De emoção... de saudade...de tristeza... sei lá de quê.
Muito envolvente! Parabéns Celina!
Terezinha C Lopes


Site: Nossa Seca
tecaslopes
2009-01-14 22:54:06

Nossa seca

Muito bom, Celina.
Um texto na velocidade correta: envolvente.
Parabéns.
Sérgio Lopes


Sergio Lopes
2009-01-12 00:15:28

Nossa seca

muito bom!!!Me leva a lembranças da minha infância, qdo íamos com tia Virgínia, em procissão "aguar" o ruzeiro em peíodos de seca, para pdir chuva. Emoção e Saudade!!Parabéns!Ana Rita



2009-01-10 21:49:51

Nossa seca

Quanta emoção! Gosto muito dos textos da Celina Castro - me toca muito as suas escritas - ... e agora do Le Monde para o mundo! Merece!


Alvaro Weissheimer Carneiro
2009-01-10 00:11:11

Nossa seca

Como pode escrever assim? É de secar a boca... Parabéns!

Adriana


Adriana
2009-01-09 17:42:42

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.