Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» Vieille régulation sociale et nouveau discours alarmiste

» Paix organisée dans les « kampungs »

» La foire aux libertés

» L'Italie, démocratie « de type spécial »

» La trajectoire originale du parti socialiste français

» Les médias et le changement

» Habits neufs et fausses pudeurs de l'extrême droite

» En Italie, le défi de la « question méridionale »

» Changements d'échelle, tranquillité perdue

» Les scientifiques, responsables et inquiets


Edição em inglês


» May: the longer view

» Saudi Arabia's diplomatic volte-face

» Global trade in plastic waste

» Gas pipelines and LNG carriers

» Rise and rise of the Israeli right

» Decline of Israel's Zionist left

» Knight who shed his shining armour

» How to sabotage a pipeline

» No more plastics in Southeast Asia paradise

» Whiteout for the skiing industry?


Edição portuguesa


» Edição de Maio de 2021

» O Estado, o temporário e o permanente

» Disse mesmo unidade?

» "Catarina e a beleza de matar fascistas": o teatro a pensar a política

» Edição de Abril de 2021

» A liberdade a sério está para lá do liberalismo

» Viva o «risco sistémico!»

» Pandemia, sociedade e SNS: superar o pesadelo, preparar o amanhecer

» A maior mentira do fim do século XX

» Como combater a promoção da irracionalidade?


Comentários sobre esse texto:

O Gueto de Gaza

Deus queira que a paz esteja chegando junto com Barack Hussein Obama.

Bush: meus amigos de Israel vcs tem que aproveitar só faltam 20 dias pra eu sair.

Israel: é mesmo vamos nos despedir com uma nova rodada de armas químicas e bombas covardes.

É triste ver que vidas palestinas sejam tratadas como diversão, como se fosse um jogo de videogame.

Ramy Ghandour



2009-01-19 01:11:10

O Gueto de Gaza

Bonito texto, cara Urda, minha conterrânea!
Quanto ao massacre em si, é necessário dizer que, sob o ponto de vista eminentemente ÉTICO, não há outra conclusão racional que não a de CONDENAR o ataque de Israel a Gaza. Afinal, agir de forma ética significa, sempre, agir de modo a jamais causar prejuízos a terceiros. Quanto a isto, há um imperativo categórico de Immanuel Kant que materializa o postulado elementar de Ética: “jamais faças ao outro aquilo que não queres que o outro faça a ti mesmo”.
Não é o que ocorre com a sanha israelense de acabar com o Hamas. A esse respeito, aliás, devo dizer que, em minha opinião, os israelenses têm razão quando tratam o Hamas como um grupelho terrorista, eis que age como tal (lançando foguetes sobre civis israelenses, como tática para incentivar a uma guerra santa que ecloda, necessariamente, com o fim do Estado de Israel). Mas isso não é justificativa para a morte de civis palestinos! Como disse um comentarista, a vida humana é o maior bem que tem um ser humano. Não há, pois, qualquer razão para se tirar a vida de alguém. Lembro-me, aqui, de palavras de Kant, quando disse que o homem é um fim em si mesmo – ou seja, não pode ser usado como meio para a consecução de determinados fins. Quem trabalha com aritmética para dizer que a morte de algumas centenas de palestinos justifica a ação israelense para a destruição de um grupo certo e identificado de pessoas está a defender a estratégia essencialmente DESUMANA de um Estado! E, devemos nos lembrar, ainda, que Israel, diferente da Palestina, é um Estado, com LEIS e deveres constitucionais e MORAIS a cumprir. Portanto, a RESPONSABILIDADE de Israel é muito maior do que a responsabilidade do Hamas (não significa que o Hamas não deva responder pelos ataques que patrocina, mas, sim, que o Estado de Israel não pode tratar o Hamas como um igual, pelo simples motivo de não existir um Estado palestino livre e independente nos moldes do israelense).
Como sugestão de tática alternativa a este massacre, restaria, por exemplo, a Israel fazer uso de sua agência de inteligência, o Mossad, para identificar (coisa que, creio, já deva ter feito) cada um dos integrantes do Hamas que tenha praticado ou contribuído para a prática de atentados terroristas e capturá-los para julgamento perante uma CORTE INTERNACIONAL DE JUSTIÇA. Certamente, esta alternativa foi posta na mesa de Ehud Olmert (que de santo não tem nada), mas, por motivos que, a meu ver, não passam de eleitoreiros (lembre-se que, em breve, haverá eleições em Israel, e o grupo dominante quer eleger Tzipi Livni, uma das maiores vozes a vaticinar o massacre), preferiram o uso desmesurado da força. É, não só, uma pena, mas, também, uma grave infâmia!


Rodrigo de Alcantara Zimmermann
2009-01-18 23:32:54

O Gueto de Gaza

Osias Wurman e Rosa Gades, não se esqueçam (ou talvez não saibam ou não queiram saber) que o Hamas, como o Talibã e Bin Laden, foram criados pelo delírio de dominação americano-judaico com o objetivo de combater outras forças que não se alinhavam com os donos do mundo. Vencidas estas forças, Al Fatah na Palestina e soviéticos no Afeganistão, os criadores abandonaram suas criaturas muito bem treinadas por eles na arte de matar e destruir.

Outro detalhe que tem escapado é a questão geopolítica do Oriente Médio. O petróleo estava muito barato, armas à espera de compradores, alguns não estavam lucrando o bastante...solução? Mande o lacaio sionista trabalhar.

Quem sofreu o terror nazista não tem o direito de impor este terror a nenhum povo. Israel tem um serviço secreto altamente equipado, eficaz e eficiente. Poderia destruir tuneis (eles existem mesmo? devem estar abarrotados com os mísseis do Iraque...)sem ferir ninguém.


Carl
2009-01-18 07:07:08

O Gueto de Gaza

Osias Wurman e Rosa Gades, não se esqueçam (ou talvez não saibam ou não queiram saber) que o Hamas, como o Talibã e Bin Laden, foram criados pelo delírio de dominação americano-judaico com o objetivo de combater outras forças que não se alinhavam com os donos do mundo. Vencidas estas forças, Al Fatah na Palestina e soviéticos no Afeganistão, os criadores abandonaram suas criaturas muito bem treinadas por eles na arte de matar e destruir.
Outro detalhe que tem escapado é a questão geopolítica do Oriente Médio. O petróleo estava muito barato, armas à espera de compradores, alguns não estavam lucrando o bastante...solução? Mande o lacaio sionista trabalhar.
Quem sofreu o terror nazista não tem o direito de impor este terror a nenhum povo. Israel tem um serviço secreto altamente equipado, eficaz e eficiente. Poderia destruir tuneis (eles existem mesmo? devem estar abarrotados com os mísseis do Iraque...)sem ferir ninguém.


Carl
2009-01-18 06:56:15

O Gueto de Gaza

a los sionistas que defienden el estado asesino y terrorista de israel . 1 la blibia no es un documento . 2 los palestinos tienen mas 5000 años habitando la region . la mayoria de los seudo israelita so europeos . ya mas de 40 años que la mayor parte del territorio palestino esta ocupado por el ejercito israeli . amen de no acatar nina de las resoluciones de las naciones unidas ISRAEL no quiere la paz . pues suodjetivo es una limpieza etnica . son ocupantes de un territorio que no les pertence
su gobierno fue el asesoro con armas y torturadores a lo mas sangunario de las dictaduras de latinoamerica
incluyendo la tortura de mas de 2000detenidos desaparecidos en argentina
los maestros torturadores sionista enseñaban como tortura a argentinos de acendencia judia
el estado sionista es indefendible de todo punto de vista , mas el que asi lohaga como muchos en este foro perdieron no solo la moral humana mas basica asi se acarrean el repudio de las mentes libres del mundo
si por culpa del estado terrorista sionista de israel , el mundo se precipita a una catastrofe nuclear mundial . donde se esconderan estos lobistas de la muerte de la ira mundial
CUIDADO es muy peligrosa su actitud , no sea cosa que se arme un progroms de nivel universal
solo la paz con justicia . sera el camino que los hombres podemos recorrer
basta de muerte y violencia
y la voz del mundo hoy condena esta violencia irracional
es necesario un pais judio y tambien un pais palestino


ruben romberg
2009-01-15 16:38:14

O Gueto de Gaza

Texto lindo, deslumbrantemente sensível e pontiagudo demais para a moral daqueles que defendem a carnificina.
O texto não é parcial, é relato de vida. Essa poesia com história e fatos não agride os Semitas, pois os Palestinos também o são. Essa sensibilidade em palavras não fere os Judeus, pois não os cita. Fale para quem comenta o texto que Judeus e Sionistas são muito diferentes. E também deve ser lembrado que Judeus e Árabes são muito semelhantes. São povos próximos e semitas. E o povo palestino, que é árabe e semita, e ainda que não o fosse, também tem o direito de viver, mas sequer o deixam sobreviver.
Já o governo de Israel e a diredita que o comanda são algo a parte.
Amei o texto pela doçura dos relatos.
Para amar a si ou ao próximo é necessário coragem. E você demonstrou muito mais que ousadia e sensibilidade. Demonstrou aquilo que muitos esquecem: senso de Justiça no sentido mais amplo e espiritual da palavra!


Cyro
2009-01-15 03:05:05

O Gueto de Gaza



2009-01-13 11:08:23

O Gueto de Gaza

GUERRA AO TERROR (texto do jornalista Osias Wurman - Rio de Janeiro)

Inicialmente é importante acentuar que não há nada mais precioso na criação divina do que a vida humana. Assim pensam os judeus, cristãos e a maioria dos islâmicos. Para o judaísmo, salvar uma vida é como salvar toda Humanidade.

Logo após a declaração de independência de Israel, em 1948, numa beligerante reação desproporcional , Síria, Líbano, Transjordânia, Iraque e Egito invadiram o recém criado país.

Em seis décadas de existência foram usados os mais diversos tipos de sabotagem contra um pequeno Estado, rodeado por 42 nações árabes, sempre com a intenção de destruí-lo. Seqüestro de aviões civis, navios de cruzeiros, explosões em aeroportos, matança de atletas nas Olimpíadas de Munique em 1972 , explosões de ônibus escolares e muitas outras atrocidades.

Nas últimas décadas, houve uma importante aproximação entre Israel e seus vizinhos, com destaque para os tratados de paz assinados com o Egito e a Jordânia, que são repudiados pelo Hamas. Nos últimos meses, progressos foram feitos nos entendimentos com a ANP- Autoridade Palestina, a reconhecida representante do povo palestino.

O movimento Hamas, criado em 1987, inseriu-se no cenário local, com uma mensagem populista e demagógica, mantendo como bandeira principal a destruição do Estado de Israel e de sua população, como está explicitamente em sua Constituição.

Após 8 anos de incessantes ataques de foguetes sobre sua população civil, o Estado de Israel resolveu dar um basta nesta situação absurda e quebra de sua soberania nacional. Em defesa de sua população civil, em especial de suas crianças, Israel empreende uma campanha militar para eliminar um movimento terrorista, que tem o mesmo DNA do terror internacional, que atacou as torres em Nova Iorque, os trens em Madrid, o metro em Londres e, mais recentemente, os hotéis em Bombaim.

O exército israelense visou nas ultimas duas semanas as tropas do Hamas, seus túneis, suas fábricas de explosivos, toda sua engrenagem terrorista. O Hamas força os civis a servirem de escudos, posicionando-se no meio da população, pelo que é o único responsável pelas vitimas civis em Gaza A guerra contra o terror não é só de Israel; é um embate mundial dos países civilizados contra a monstruosidade do terror.
Osias Wurman-jornalista

“Nós podemos perdoar os árabes por matarem nossos filhos. Nós não podemos perdoá-los por forçar-nos a matar seus filhos. Nós somente teremos paz com os árabes quando eles amarem seus filhos mais do que nos odeiam”. Golda Meir


Rosa Gades
2009-01-11 21:20:15

O Gueto de Gaza

o que a gente ve é uma escalada do anti-semitismo,as pessoas se voltam para o preconceito e para o racismo quando querem citar israel.

lila, vc deveria ser presa por ser tão preconceituosa, racista e anti-semita. com certeza vc tem muito mais preconceito pra externar, com certeza todo esse ódio é passado também contra negros , pobres e homossexuais.

mas ninguem fala do irã, da arábia saudita, da turquia, da siria e jordania, paises ricos, anti-democraticos que financiam a guerra contra israel e continuam patrocinando o terror mundial. são povos que massacram historicamente o povo palestino dentro de seu territorio como fez a jordania, que massacrou 300 mil palestnos pra conter uma possivel revolta.

mas o mundo não falou nada, afinal estava no direito da jordania de conter seus revoltosos, mas israel n tem o direito de se defender, jamais.

israel nunca é vitima, sempre é a assassina.isso é o cumulo do preconceito e dizer que o problema dos judeus são os judeus é a essencia do neonazismo.

a guerra nos balcãs continuam , mas o mundo não quer saber, mas tocou em israel o mundo finge que se interessa , mas anos vão e veem e ninguem ajuda os palestinos a se erguerem, se não como nação mas como um povo autonomo .. ninguem ajuda a palestina so envia palavras de apoio... e mais nada.


hans schneider
2009-01-11 12:51:21

O Gueto de Gaza

tocante ...

se não fosse tão parcial ...

coitados dos palestinos, fanáticos, que provocam atentados, matando pessoas indiscriminadamente em nome de um movimento cego e cruel...

coitados dos palestinos, que não se preocupam em construir escolas, hospitais, creches,universidades, parques, centros esportivos, residencias, melhorar suas vias , criar condições de trabalho para sua população...

dinheiro e vontade pra isso não existe , mas tem dinheiro pra fabricar bombas, para pensar e criar estrategias pra matar mais um punhado de pessoas inocentes.

tem dinheiro pra comprar foguetes e para proteger seus lideres assassinos..

e israel não tem direito de proteger seu territorio.

o povo palestino/ arabe constroi a cada dia sua propria destruição, em vez de perderem tempo com essas babaquices que so trazem sofrimento e dor deveriam verificar e copiar o que faz dubai, os emirados arabes, quatar, que tem investido tempo e dinheiro pra criar uma nova realidade longe dessa sanha assassina.


hans schneider
2009-01-11 12:37:46

O Gueto de Gaza

O preço que Israel vai pagar será um preço alto. Um certo filósofo judaico uma vez questionou com pode em todas as épocas da civilização humana, em todos os lugares onde existiam judeus haviam perseguição contra eles. Portanto, ele questiona, será que o problema estava com os perseguidores ou com os persiguidos?
Ou seja, como pode um povo, uma raça serem sempre alvo de perseguições por tantos momentos diferentes da historia e por tantos governos, impérios, ditaduras ou o que seja. O problema são eles!


Fagner
2009-01-10 17:48:43

O Gueto de Gaza

meu amiga y compañera . quiero que vc sepa cuanto dolor y angustia causa ami alma , la masacre del povo palestino
no feteje navida ni año nuevo . el dolor era muy fuerte , mas el 6 de este mes marchamos a la embajada israeli . mais de 25.000 personas de todas las razas y religiones . gente de las favelas . gente de clase media . mas por aca en BS AS los medios nada dijeron , tenemos un aparehet mediatico . mando a vc y todos los hombres libres do mundo . una palabra que no callemos ante la barbarie sionista y de ninguna otra . los hombre nos merecemos un mundo mejor . mais jamas seamos esclavos de nadie . y cuando matan un hombre o niño . sea en una favela o como decimos por aca en un villa miseria
o en los territorios ocupados de palestina . que nadie se calle . por mas que los grandes multimedios no solo no reflejan l realidad sino la pretentenden crear
estoy muy mal ante tanta barbarie
mas mando para vc una estrfa de nuestro viejo himno
A ESOS TIGRES SEDIENTOS , DE SANGRE FUERTES PECHOS HABRAN DE OPONER



2009-01-09 20:42:53

O Gueto de Gaza

O mundo, as nações com poder para impedir o genocídio cometido por Israel contra os palestinos, está assistindo a tudo sem tomar uma atitude em favor desse povo sofrido. Realmente faz vergonha pertencer a raça humana quando vemos tanta maldade. Mas afinal, o que se deve esperar de um povo que matou Jesus? A essência da maldade. Nada mais. E se voce não concorda com os desvarios de Israel, voce é imediatamente chamado de anti-semita (chantagem ridícula que ainda amedronta a alguns).


Lila
2009-01-09 17:15:08

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.