logo

março 2005



DOSSIÊ ÁGUA

As três irmãs

As empresas francesas que dominam o mercado mundial de água se beneficiam de um negócio que envolve bilhões de euros


Marc Laimé

As “Três Irmãs” controlam 40% do mercado mundial da água privatizada em mais de cem países

Entre os quatro líderes mundiais de água, três são franceses: Veolia, ex-Vivendi, sucessora da Générale des Eaux, nascida em 1853; Ondeo, filial da Suez-Lyonnaise, criada em 1880; e a “pequena” Saur, propriedade do grupo Bouygues até novembro de 20041. Em menos de vinte anos, elas conquistaram os primeiros lugares.

A Ondeo é a número 1 em população atendida (125 milhões de habitantes no mundo). A Veolia, que afirma atender 110 milhões de clientes, figura na segunda colocação mundial e lidera na França, com 26 milhões de pessoas atendidas com água potável e 19 milhões em saneamento. O volume de negócios atingia cerca de 11 bilhões de euros em 2003, ou 30% do volume de negócios da Veolia Ambiente, que conta 309 mil funcionários espalhados em mais de 80 países, superando os 2.800 na China, 4 mil na Austrália, 14 mil na Alemanha, cerca de 13 mil no Reino Unido, 12 mil na República Tcheca e 9 mil na Suécia... A Saur também se espalhou no exterior, onde atende 29 milhões de habitantes (são 6 milhões na França).

Atualmente, as “Três Irmãs” controlam 40% do mercado mundial da água privatizada em mais de 100 países. O único rival no setor, que ocupa a terceira posição mundial, é a RWE (gigante da energia na Alemanha) e sua filial britânica, Thames Water, que obteve êxito ao se instalar no mercado americano, via aquisição da líder nacional American Water Works.

(Trad.: Marcelo de Valécio)

1 - Conservando 15% do capital da Saur, o grupo de BTP vendeu, em novembro de 2004, por 1 bilhão de euros, sua filial de água ao fundo de investimento Paribas Negócios Industriais (PAI).