logo

junho 2005



URSS

Sete anos

O curto e intenso período histórico em que a União Soviética ruiu


1985 - Mikhail Gorbatchev é eleito secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética (PCUS) no dia 12 de março e apresenta seu relatório no dia 12 de abril ao plenário do Comitê Central.

1986 - Fevereiro-março: XXVII Congresso do PCUS. Rumo à “reforma radical”. Abril: explosão do reator 4 da central nuclear de Tchernobil, na Ucrânia.

1987 - Autonomia das empresas estatais. Desenvolvimento das “cooperativas” privadas.

1988 - Conferência do PCUS que preconiza a democratização política. Início da retirada das tropas soviéticas do Afeganistão.

1989 - Guinada liberal nas reformas. Queda do Muro de Berlin em 9 de novembro.

1990 - O G7 pede ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que “aconselhe” as reformas na URSS.

1991 - Boris Ieltsin é eleito presidente da Rússia. Dissolução da URSS. Gorbatchev se demite no dia 25 de dezembro de 1991.

1992 - “Terapia de choque” e início das privatizações. Em junho, a Rússia adere ao FMI.

(Trad.: Iraci D. Poleti)