logo

novembro 2006



DOSSIÊ ESTADOS UNIDOS

SETE TEXTOS SOBRE OS SINAIS DE DECLÍNIO DO IMPÉRIO AMERICANO


"DEMOCRACIA" E DESIGUALDADE
Retrato do Império, quando decadente
Temidos por seu poder e cobiça, os EUA foram também admirados, durante décadas, por sua democracia e mobilidade social. Serge Halimi sustenta que esta ilusão acabou. Para ele, vinte anos de neoliberalismo dividiram a sociedade em castas, e a política foi soterrada pelo marketing. Ler

GULAGS MODERNOS
Abu Ghraib no coração dos EUA
Relatórios oficiais sobre a tortura no Iraque revelam algo assustador: atrocidades permaneceram impunes por meses, porque foram consideradas banais. Também nas prisões norte-americanas, está se tornando comum torturar, humilhar e impor tratamentos degradantes. Ler

EMPRESA-SÍMBOLO
A cara do "novo" capitalismo
Como a General Electric, símbolo de poder industrial e inovação no século 20, demitiu, deslocalizou a produção e financeirizou-se... mas não conseguiu superar suas graves debilidades. Um caso emblemático da regressão neoliberal Ler

Um publicitário chamado Ronald Reagan
Nos anos 1950, um ator de Hollywood e futuro presidente dos EUA cruzou várias vezes o país para construir uma imagem positiva da GE entre as famílias norte-americanas e os próprios funcionários da empresa. Ler

Da torradeira à fibra ótica
Nos tempos dourados, a GM ajudou a mudar a vida quotidiana de bilhões de pessoas. Ler

Números e braços da GE
Um faturamento maior que o PIB da Argentina; uma participação dos ramos financeiros que já rivaliza com a dos industriais. Ler

NOVA NARRATIVA?
A máquina de fabricar histórias
Radiografia do "storytelling", o método que procura reduzir questões complexas a histórias de vida e que, depois de conquistar a Casa Branca, espraia-se para o mundo dos negócios, as ciências sociais, o universo da internet e as próprias identidades pessoais. Ler