logo

setembro 2007



Universidades transculturais?

Um dos pólos de atração de estudantes de todo o mundo, os EUA possui mais de 4 mil instituições de ensino superior. Públicas ou privadas, os gastos com o ensino são elevados e chegam a 30 mil dólares anuais


Christopher Newfield

Esse conjunto díspar proporciona instrução a 17 milhões de estudantes, entre os quais dois milhões se preparam para um mestrado ou doutorado. Dois mil e quinhentos dos 4.000 colleges [1] promovem ciclos de estudos de quatro anos e oferecem uma licenciatura. O restante oferece uma formação de dois anos, validada por um diploma profissional que por vezes abre caminhos para um ciclo de quatro anos na universidade.

Mil oitocentos e cinqüenta dos 2.500 colleges que preparam para a licenciatura são estabelecimentos particulares: não estão submetidos ao controle direto do Estado, e o ensino é pago. As despesas anuais com educação se situam em uma faixa de 10.000 a 30.000 dólares. Mas os alunos inscritos numa universidade pública, também arcam com gastos de educação elevados: de 3.000 a 12.000 dólares por ano.

Leia mais:

Nesta edição, sobre o mesmo tema:

Nos EUA, o desmonte do ideal democrático
A ultra-direita no poder fez um esforço deliberado para destruir a democracia social ao estilo norte-americano, reduzindo seus custos e efeitos igualitários. Seu alvo: a comunidade universitária. Suas armas: o ataque ao “politicamente correto” e as privatizações.

[1] No sistema americano, um “college” é uma instituição de educação superior que oferece cursos em uma de especialização por um período de quatro anos.