logo

outubro 2007



SOCIALISMO / DEBATE

Um novo marxismo para um novo mundo

A ordem social moderna comporta não uma, mas duas forças sociais dominantes: ao mundo dos “capitalistas” articula-se o dos gestores privados e públicos. É a essas duas forças que deve se opor o conjunto das “classes fundamentais populares”


Gérard Duménil, Jacqes Bidet

Em outubro, você encontra este texto na edição impressa do jornal, à venda em todo o país.

Confira, entre os mais de 1800 textos de nossa Biblioteca:

> Artigos de Gérard Duménil e Jacqes-Bidet

> Análises sobre: Globalização, Neoliberalismo, Desigualdades Internacionais, Imperialismo, Poder Mundial, Alternativas ao Neoliberalismo, Alternativas ao Poder Imperial, Capitalismo Financeirizado, Declínio da Social-Democracia, Impasses da Esquerda Institucional

Leia alguns dos melhores textos da edição de setembro clicando abaixo:

O Império enxerga seu declínio
As divergências no interior do stablishment norte-americano tornam-se agudas, num sinal de que a guerra contra o Iraque pode ter revelado as debilidades do exército e, ainda mais grave, devastado a "legitimidade mundial da América"

Os cadernos inéditos de Che Guevara
Mantidas em sigilo por décadas, estão disponíveis as Notas em que ele aponta as desigualdades do socialismo real, ironiza os "calhamaços soviéticos" que "não deixam pensar" e começa a compreender a necessidade de democratizar o poder

Como Washington atiça o Irã
Um analista destacado da política norte-americana em relação à Ásia descreve a série de iniciativas em curso contra Teerã – de apoio a grupos terroristas a boicote econômico. Conclusão: a ação dos EUA ajuda a sustentar a linha-dura iraniana, ao permitir que atribua seus próprios erros ao "inimigo externo"